O que é a Dermatite Atópica?

 

A dermatite atópica (D.A.) é uma doença inflamatória crónica da pele, ou seja, não tem cura. É uma doença que se manifesta através de exacerbações, visíveis através de sintomas cutâneos, que podem ser apenas uma parte daquilo que está a acontecer no interior do corpo.

Entender o que sucede no seu interior pode ajudá-lo a controlar melhor os sintomas da dermatite atópica antes que estes ocorram.

Quem é mais afetado pela D.A.?

 

A dermatite atópica é a doença inflamatória crónica cutânea mais frequente, afetando até 20% das crianças e 7% dos adultos.² Até 95% dos casos de D.A. surge antes dos 5 anos de idade, sendo que a maioria (até 60%) entra em remissão na fase inicial da adolescência.² Contudo, muitos casos de dermatite atópica persistem ao longo da adolescência e prolongam-se até à idade adulta, muitas vezes em formas moderadas ou graves. Outros, voltam a ter de novo eczema na vida, apesar da remissão na adolescência. É, por isso, uma doença crónica que requer acompanhamento.

Quais os fatores de risco?

 

Uma hipótese frequentemente discutida é a “hipótese da higiene”. Com a diminuição do número de infeções, uma parte importante do nosso sistema imunitário começou a ficar “menos treinado” e a desviar a sua atenção para estímulos inócuos, acabando, entre outros, por agredir a nossa pele, e desencadear D.A. em pessoas geneticamente suscetíveis.
Vejamos as variáveis que podem aumentar o risco de aparecimento de dermatite atópica.1

  • Ambiente urbano
  • Nível socioeconómico elevado e nível de educação elevado
  • História de D.A. na família ou outras doenças atópicas na família.
  • Mutações no gene 3 da filagrina
  • Género feminino
  • Famílias pequenas

Se a dermatite atópica for grave e ocorrer nos primeiros dois meses de vida, é provável que o acompanhe até a idade adulta. A presença de asma brônquica, rinoconjuntivite e história familiar de dermatite atópica são elementos que indicam uma provável continuidade da doença ao longo do tempo.2

Quais os sinais e sintomas?

 

A dermatite atópica é uma doença imunomediada multifatorial, afetando duas importantes componentes: o sistema imunológico e a função barreira da pele. Por um lado, a função de barreira da pele está diminuída, tornando a pele mais permeável a elementos (agentes irritativos e outros) do exterior. O sistema imunológico da pele, demasiado reativo, reage excessivamente a estes agentes habitualmente inócuos, insignificantes, provocando uma inflamação sob a pele (não visível ainda, ou subclínica) que, se persistir, pode originar as lesões visíveis. Assim as erupções que observamos na pele são apenas os sinais visíveis de um processo inflamatório mais profundo e prolongado. A disseminação e distribuição das lesões também depende da idade em que ocorre a dermatite atópica.3

Saiba mais sobre Dermatite Atópica:

Tudo sobre a D.A.

#DAgarraatuavida

Diana & A6/11

    1. Kowalska-OleRdzka E, et al. Epidemiology of atopic dermatitis in Europe. J Drug Assess. 2019 Jun 12;8(1): 126-128.;
    2. Gelmetti C, et al. Revisione critica di linee guida e raccomandazioni pratiche per la gestione dei pazienti con dermatite atopica. Dermatite Atopica 2016-2017. SIDeMaST
    3. Waldman AR, et al Atopic Dermatitis. Pediatr Rev. 2018 Apr;39(4):180-193.